Atenção
Este site utiliza cookies. Ao usar este site está a consentir a utilização. Saber mais
 
  PT | EN

É impossível ficarmos indiferentes às estatísticas que são publicadas sobre a saúde infantil em Angola. A responsabilidade social para com estas crianças não é exclusiva das entidades governamentais e, por conseguinte, todos devemos agir para que seja possível melhorar as suas condições de saúde e de bem-estar.Os apelos à solidariedade são uma constante e tem-se assistido a uma onda de ajuda que chega a vir de outros continentes.
Qualquer contributo para minimizar este flagelo é bem-vindo e no passado dia 6 de Fevereiro a Socifarma contribuiu para esta nobre causa em prol das crianças angolanas. 

O Governo Angolano declarou o fim da epidemia de febre-amarela, que Angola enfrentou de dezembro de 2015 até junho deste ano, com 884 casos confirmados laboratorialmente de um total de 4.436 casos suspeitos e 381 óbitos. A declaração foi feita em conferência de imprensa pelo Ministro da Saúde, Luís Gomes Sambo. O Ministro realçou que Angola enfrentou uma das maiores epidemias de febre-amarela urbana registadas em África , que comprometeu a saúde de milhares de pessoas e sobrecarregou o serviço nacional de saúde.

Farmácia Maianga - 2 Fevereiro
Farmácia Maculusso - 9 Fevereiro
FarmáciaTalatona Brisas -16 Fevereiro
FarmáciaTalatona Chonchas -23Fevereiro
Farmácia Kinaxixi - 9 Março
Farmácia Viana Vila - 16 Março 
Farmácia Viana Park - 23 Março